sexta-feira, 19 de março de 2010

7 argumentos para usar o OpenOffice

1. O software é open-source e uso livre

Mais importante no momento é ser gratuito do que ser open-source. Entre uma instalação pirata e uma licença a ser paga variando de R$ 150,00 à R$ 800,00, é muito melhor usar uma opção gratuita que tem a mesma qualidade e oferece os mesmos recursos.

2. Disponível nas plataformas Linux, Windows e Mac

Independência de plataforma. Temos defendido tanto isso com Java ... porque não com o editor de textos? O Open Document Format é um padrão aberto que vai além do OpenOffice, podemos enviar um mesmo documento para ser aberto em sistemas operacionais diferentes. Em pouco tempo poderíamos abrir os mesmos documentos em software diferentes. Eu uso muito o Ubuntu (Linux), outros só usam Windows e alguns fanboys usam o Mac. Temos tudo isso dentro de muitas empresas. Então porque não trabalhar com um pacote office que funciona em qualquer uma destas plataformas?

3. Oferece as mesmas funcionalidades que o MS Office

Todas as funcionalidades que usamos no dia-a-dia do M$ Office estão disponíveis no OpenOffice. Podemos enumerar algumas: criação de estilos de formatação, registro de mudanças, fontes, figuras, ilustrações, gráficos, etc. Inclusive a criação de templates para permitir a criação rápida de novos documentos. Foi fácil importar os estilos visuais definidos nos documentos word para odf. O mesmo efeito visual foi reproduzido!

A funcionalidade templates não é exclusiva do M$ Office. No OpenOffice é tão simples quanto no M$ Office a criação de um template. Podemos usar a mesma estratégia que muitos usam ao criar templates do M$O: limpa um documento já pronto e salva como template (Save as). A importação de um doc de restaurou todos os estilos visuais usados nas apostilas (tais como: TT_TITULO1, TT_TITULO2, TT_TITULO3, TT_CABECALHO, TT_CABECALHO_DIREITO, TT_CONTRACAPA e outros). Portanto, no OpenOffice conseguimos reproduzir perfeitamente o padrão visual de documentos importados do word. Este trabalho deve ser feito apenas uma vez, agora só salvar um template. Voialá! Podemos fazer o mesmo para o padrão de slides! Muitos templates estão disponíveis na rede, vários estão disponíveis no BROffice.org.

4. Permite abrir, editar e salvar nos formatos do MS Office (doc, ppt e xls)

Se recebermos um documento criado no M$ Office conseguimos abrir facilmente através do OpenOffice. Claro que algumas formatações podem ser perdidas. Mas isso está tendendo a zero a cada nova versão do OO, e já nas últimas versões (3.1 e 3.2) é muito difícil encontrar algo que é perdido. Contudo, M$ Office não abre documentos do OpenOffice :(

5. Permite exportar para PDF a partir de qualquer documento

Este é um recurso extra que já é nativo! Não precisamos instalar uma impressora especial ou algum plugin para o editor.

6. Tem disponível uma iniciativa brasileira através do BROffice.org

BROffice é uma comunidade brasileira criada em torno do OO para uma distribuição bem regionalizada, com direito a dicionário de palavras em português para suportar o corretor ortográfico, corretor gramatical, dicionário de sinônimos e temáticos, repositório de templates abertos e livre com atas, termos, declarações, contratos, distratos, recibos, relatórios, requerimentos, trabalhos acadêmicos (monografia, projeto de pesquisa, outros), etc. Tam free e open-source!

7. Não usa VBA para programação de macros

Uhuuu ... Podemos usar Java ou Javascript para criar macros! Tempos atrás eu comecei a fazer um script para abrir e exportar diversos slides (ODF presentation do Impress) para criar um book de slides num arquivo PDF. Funcionou bem! Todas as estruturas do OpenOffice estão disponíveis como classes e objetos Java na programação de macros ... mamão-com-açucar ... piece-of-cake! Não poderia ser mais fácil!

Estes argumentos apresentam apenas um ponto de vista e um cenário que me permitiu justificar o uso do OpenOffice. Mas sei que em outros cenários o M$ Office é a melhor opção. Você teria algum outro argumento em favor do OpenOffice? Ou algum cenário em que seria mais apropriado o M$ Office? Ou quer invalidar algum argumento? Deixe os seus comentários.

6 comentários:

Carlos Netto disse...

Eu só uso OpenOffice faz 10 anos. Nem sei como se usa o Word mais. Ele é grátis, roda no meu Windows e no meu Mac e tem mais recursos do que eu preciso usar - e olha que eu uso mais coisas que muita gente.

Camila disse...

Eu tenho uma dúvida...
Como exportar um template do OpenOffice para o Word?
Obrigada

Dr. Spock disse...

Olá Camila,

Um caminho seria salvar o template como um documento DOC via "save as" no OpenOffice. Abrir o doc no Word e salvar como template (.dot). Contudo, sempre existe risco de perda de informação (configurações de formatação).

By Spock
http://twitter.spock.com.br/
http://www.springbrasil.com.br/

Camila disse...

Vou testar! Obrigada pela rapidez! =)

Daniel Della Savia disse...

Parabéns pelo post e pela lucidez em mostrar que existem pontos de vista diferentes e que cada produto é ideal para cada cenário específico. Sem dúvida o OpenOffice é uma excelente ferramenta e melhora a cada dia, porém há situações em que o MSOffice é a opção mais adequada.

Capitão Óbvio disse...

Microsoft lança Office 2010 – vale a pena fazer o upgrade?

Em um momento em que o mundo caminha para a mobilidade — netbooks, tablets, e smartphones — a Microsoft lança uma nova versão do Office. Vale a pena fazer o upgrade?

De acordo com a Microsoft, o MS Office custará de $149 a $499.

Apenas como comparação, aqui vão os preços de alguns produtos que você poderia comprar por $499 ou menos:

http://capitao-obvio.blogspot.com/2010/06/microsoft-lanca-office-2010-vale-pena.html